Eleições 2014: como votar no exterior

Os cidadãos brasileiros que moram fora do país, têm mais de 18 anos e título de eleitor registrado no exterior, devem votar para presidente da República nas eleições de outubro. Já aqueles que, embora residindo no exterior, mantêm seu domicílio eleitoral em município brasileiro, precisam justificar a ausência nas urnas nesse período (mais informações em www.tre-rj.jus.br, em "Eleitor no Exterior"). Em 2010, no 2º turno, 85.591 eleitores votaram para presidente em seções fora do Brasil.

Para se habilitar a votar no exterior ou regularizar sua situação eleitoral, o interessado deve comparecer até 7 de maio à sede da embaixada ou da repartição consular com jurisdição sobre a localidade de sua residência, ou, ainda, a qualquer cartório eleitoral no Brasil. Eleitores que residem em cidades onde não há embaixada brasileira podem consultar o calendário dos consulados itinerantes aqui. O requerimento do título será enviado para análise, via Ministério das Relações Exteriores, ao cartório da zona eleitoral do exterior, em Brasília, vinculado ao TRE-DF, que organiza a votação fora do território nacional. Se deferida a inscrição, o título eleitoral será enviado à repartição diplomática da jurisdição do requerente.

Fonte: Assessoria de Imprensa (ascom@tre-rj.jus.br)